Fiscalização de Atividades Urbanas – FAU – Natal/RN

Fiscal Ambiental e GAAM 01

Na tarde de quarta-feira (11/03), Fiscais Ambientais da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB) e de Serviços Urbanos (SEMSUR) participaram da fase teórica de um curso de nivelamento em conhecimento de operações seguras.

A atividade fiscal, que é o exercício do poder de polícia na sua essência, já é uma atividade de inspira riscos e cuidados e, com o aumento da criminalidade em todo o país, tornou-se ainda mais arriscada, principalmente nos grandes e médios centros urbanos.

Saber como portar-se, comportar-se, analisar o ambiente, mediar conflitos e, se necessário, encontrar a melhor rota de fuga, é conhecimento básico e essencial para quem exerce diuturnamente uma profissão de risco. Por isso, a pedido da Supervisão de Fiscalização de Poluição Atmosférica e Sonora da SEMURB (SPATS), o Núcleo de Projetos, Pesquisa, Educação e Ensino do Grupamento de Ações Ambientais da Guarda Municipal (NUPPEE) elaborou uma capacitação que deve ser desenvolvida em duas fases: teoria e prática.

Fiscal Ambiental e GAAM 03A primeira fase foi ministrada na quarta-feira, e na sexta-feira, 13/02, Fiscais Ambientais da SEMURB e uma representação da Fiscalização de Serviços Urbanos da SEMSUR devem concluir a capacitação com uma simulação realizada em ambiente de rua, da forma mais realista possível.

Há anos as Fiscalizações Ambiental, Urbanística, de Serviços Urbanos, da Assistência Social, da Vigilância Sanitária e outras vêm operando em conjunto com a Guarda Municipal e essa iniciativa é a primeira que sistematicamente busca padronizar comportamentos e doutrina. Destaca o Supervisor Geral de Fiscalização Ambiental do Município, Leonardo Almeida. Seria importante que outros grupos de fiscalização ou mesmo os servidores da assistência social participassem de uma capacitação semelhante. Certamente esse curso não vai evitar que ocorram problemas no exercício da atividade, mas se eles aconteceram, a partir de agora sabemos exatamente o que fazer para preservar as vidas envolvidas. Finalizou o Supervisor.

Para o Supervisor da SPATS, responsável pela maior parte do serviço noturno, essa capacitação é importante não apenas por trazer conhecimentos novos ao corpo de Fiscais Ambientais, mas principalmente pela troca de experiência e novos  laços de confiança entre os agentes envolvidos, uma oportunidade de aproximar ainda mais duas instituições que se complementam e só têm a crescer juntas. Concluiu.

O Supervisor de Fiscalização de Poluição de Águas e Solo (SPASO), Iang Chaves, classificou o curso como muito proveitoso e disse estar ansioso para a parte prática. Porém, lamentou a ausência dos motoristas da SEMURB, que também são parte das equipes de campo e certamente teriam muito a aprender e a contribuir. Finalizou parabenizando os palestrantes que conseguiram prender a atenção do público, provocando uma interação e a participação de todos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: