Fiscalização de Atividades Urbanas – FAU – Natal/RN

Luís Sousa

Dando continuidade às ações de combate ao Aedes aegypti, a Vigilância Ambiental, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza nesta terça (22) uma ação de enfrentamento ao mosquito no bairro do Rangel. Agentes de Saúde Ambiental e agentes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) se concentrarão a partir das 8h, na Escola Municipal Durmeval Trigueiro Neto, que fica na Rua 14 de Julho, 891, próximo ao Mercado Público do Rangel. Durante a ação será utilizado um drone, para mapeamento dos possíveis focos em imóveis abandonados e terrenos baldios.

“Vamos trabalhar na busca ativa de focos do Aedes aegypti e educação ambiental da população, através de informações prestadas pelo Agente Ambiental, nos possíveis locais onde o mosquito pode depositar os ovos, independente nível de qualquer quantidade de água como descartáveis, calhas, ralos, fossas abertas, caixas d’água destampadas, etc. O uso do drone facilitará a visão aérea de caixas d’água e terrenos de difícil acesso”, enfatizou o diretor de Vigilância em Saúde, da SMS, Silvio Ribeiro.

O diretor destacou ainda a importância da presença da Emlur nas ações da Vigilância Ambiental. “É importante à parceria com a Emlur, para fazer a limpeza dos terrenos baldios públicos ou privados, além da equipe de educação ambiental da Autarquia que conversará com as pessoas, no intuito de conscientizá-las para não jogar lixo nesses terrenos, já que a coleta de lixo é regular e passa pelo menos três vezes por semanas”, concluiu.

Visitas de rotina – Além de ações pontuais, como esta no bairro do Rangel, de segunda a sexta-feira os Agentes de Saúde Ambiental realizam visitas domiciliares em seus territórios, buscando identificar criadouros ou locais que tenham potencial para reprodução. Eles realizam a aplicação de larvicidas nos depósitos que não possam ser eliminados e orientam a população como evitar a reprodução do mosquito nos seus espaços.

Vigilância Ambiental – A PMJP possui 350 Agentes de Saúde Ambiental que, este ano, já realizaram aproximadamente 600 mil vistorias em residências da Capital. No mesmo período, foram recolhidos cerca de 110 mil pneus.

Decreto – O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, decretou, na sexta-feira (18), situação de excepcional emergência na saúde pública da Capital. O ato tem como objetivo ampliar as ações do município na prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika, esta última relacionada também ao crescente número de casos de microcefalia em recém-nascidos pelo país.

Como combater o mosquito – Eliminar os focos de água parada é a melhor forma de se combater o Aedes aegypti. É na água parada que o mosquito se reproduz, aumentando as chances de proliferação da dengue e do zika vírus. Alguns cuidados são muito importantes, a exemplo de manter bem tampado tonéis de água, manter caixa d’água sempre fechada com tampa adequada, entregar pneus velhos ao serviço de limpeza urbana e remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

Extraído do Portal do Município de João Pessoa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: