Fiscalização de Atividades Urbanas – FAU – Natal/RN

foto-05

foto0314-12-deprema2foto-07Na manhã desta quarta-feira, 14 de dezembro de 2016, uma força tarefa composta por agentes de fiscalização ambiental da SEMURB, guardas municipais vinculados ao Grupamento de Ações Ambientais (GAAM) e ao Núcleo de inteligência (NIT); Policiais Civis (DEPREMA) e Militares (CIPAM), deflagraram mais uma fase da Operação “Asas da Liberdade”, e conseguiram resgatar 155 aves silvestres na Feira Livre do Carrasco (Bairro das Quintas) e em duas residências situadas no bairro de Bom Pastor.

A Operação “Asas da Liberdade” foi deflagrada no mês de junho deste ano, durante a semana de meio ambiente, e vem sendo executada ao longo de todo 2º semestre de 2016.

Segundo o Supervisor de Fiscalização Ambiental da SEMURB, Gustavo Szilagyi, a força tarefa composta por agentes da SEMURB, SEMSUR, CIPAM/PMRN, GAAM/GMN e DEPREMA, já resgatou em 2016, 1.155 animais silvestres no município do Natal e municípios da Grande Natal . Szilagyi informa que foram aplicados cerca de R$ 900 mil reais em multas por crimes contra a fauna silvestre nacional, só pela SEMURB: “parte das apreensões efetivadas pela força tarefa da Operação ‘Asas da Liberdade’ foram em municípios da Grande Natal, e o processo administrativo corre pelo IBAMA/RN”.

A comandante do Grupamento de Ações Ambientais da Guarda municipal, CGA Francineide Maria, informa que as aves foram apreendidas na Feira Livre do Carrasco, onde três pessoas foram detidas e levadas para a DEPREMA. “Na casa de um dos detidos, as equipes encontraram mais pássaros, dispostos em viveiros. Dentre as aves apreendidas estavam Concriz, verdelin, galos de campina, golinhas, gaturama, tico tico, azulão, pega e gralha-cancã, além de 03 indivíduos de anumará, ave ameaçada de extinção” disse.

As aves apreendidas foram levadas para a SEMURB, onde deverão passar por uma avaliação clínica, e posteriormente serão reintroduzidas a natureza.

Saiba Mais.

A criação de animais silvestres é considerado crime ambiental nos termos da Lei 9.605/1998, com pena de 06 meses a 01 ano de detenção mais aplicação de multa administrativa, que varia de R$ 500,00 por indivíduos não ameaçado de extinção e R$ 5.000,00 por indivíduos ameaçado de extinção.

Em Natal, as denúncias podem ser efetivadas nos números 181 (SSP), 190 (CIOSP) e 3616.9829 (ouvidoria SEMURB).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: