Fiscalização de Atividades Urbanas – FAU – Natal/RN

20170510_092150

Acontece na manhã dessa quarta-feira, 10.04, no Auditório da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo do Natal (SEMURB), uma capacitação sobre prevenção e ocorrências de episotíase para os Fiscais Ambientais e da Vigilância Sanitária do Município.

A capacitação segue o cronograma de formação anual da Supervisão Geral de Fiscalização Ambiental da SEMURB, nessa edição, Coordenada pela Supervisão de Fiscalização de Ambientes Naturais e Biodiversidade (SANBIO) e objetiva nivelar conhecimentos sobre a ocorrência de zoonoses, doenças que podem ser transmitidas entre os animais vertebrados e o homem.  Os agentes que desencadeiam essas afecções podem ser microrganismos diversos, como bactérias, fungos, vírus, helmintos e rickettsias.

De acordo com o Médico Veterinário Ciro Fagundes Neto, Gerente Técnico do Centro de Controle de Zoonoses do Município (CCZ|SMS), que abriu os trabalhos, os agentes fiscais que trabalham diretamente no campo, em áreas muitas vezes de vazios urbanos ou não, devem ficar alertas para evidências de animais mortos, locais propícios a formarem criadouros ou a determinadas características nos locais fiscalizados, devendo acionar as equipes de vigilância para a coleta e análise de larvas e/ou corpos de animais para determinar se a morte foi ocasionada por algum agente epidemiológico e, em caso de confirmação de alguma episotíase, adotar as medidas cabíveis.

Enfatizou a necessidade de integração das fiscalizações do Município para fortalecer o controle epidemiológico, sanitário, ambiental e de saúde, para que possamos elevar o nível profissional e atingir melhores resultados, principalmente com os recursos cada vez mais escassos na esfera governamental.

O lamentável é que enquanto o gestor principal nao entender a necessidsde de mais investimentos e capacitação da fiscalização municipal, continuará gastando rios de recursos para amenizar os efeitos na população que vem sofrendo com dengue, zica, febre amarela, raiva e  outras doenças que vem assolando brasileiros de todas as regiões.

Alertou ainda para a necessidade de imunização dos profissionais da fiscalização, bem como a necessidsde dos equipamentos de proteção individual nas ocasiões de fiscalização em determinadas área.

A Engenheira Ambiental Ruana, do Núcleo de Análise de Risco da Secretaria Municipal de Saúde apresentou as técnicas de espacialização das arboviroses em Natal.  Arboviroses são doenças causadas pelos chamados arbovírus, entre os quais o que transmite a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.  A classificação “arbovírus” engloba todos aqueles transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: