Fiscalização de Atividades Urbanas – FAU – Natal/RN

Arquivo para agosto, 2017

Natal|RN = Campanha para arrecada frascos de vidros para coleta de leite materno

Divulgação SMS

A programação especial do “Agosto da Amamentação”, desenvolvida durante todo este mês pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), foi reforçada com a campanha de arrecadação de frascos de vidro para o armazenamento de leite materno. Quem quiser contribuir pode fazer a entrega do material na Unidade Básica de Saúde de Candelária (UBS Candelária), situada na Rua Nossa Senhora da Candelária, 3402, Candelária, no horário comercial.

Os frascos de vidro arrecadados durante a campanha “Doe Vidro. Doe Vida” serão entregues à Maternidade Municipal Araken Pinto, que mantém um posto de coleta e orientação para a coleta e o armazenamento correto do leite materno. A ação, que está sendo realizada pela UBS Candelária durante todo mês de agosto, inclui rodas de conversas e orientações para gestantes e mães com bebês pequenos.

Segundo a Enfermeira da UBS Candelária, Andresa Xavier, podem ser doados frascos de vidro com tampas plásticas de rosca, como os potes de café solúvel, maionese, geleia e doces em pasta, por exemplo. Além da coleta, a unidade está orientando os usuários sobre a importância da amamentação exclusiva até os seis meses de vida e o correto armazenamento do leite coletado. “Explicamos e orientamos como devem ser feitos a coleta e o armazenamento do leite em casa, os benefícios para a saúde da mãe e bebê e o que as mães trabalhadoras devem fazer para garantir a amamentação exclusiva até os seis meses de vida. Já com as gestantes, trabalhamos o vínculo dela com a maternidade Araken, que é a nossa referência”.

A preferência por frascos de vidros ocorre pelo fato dele não acumular resíduos ou cheiros, ele é fácil de ser limpo e esterilizado, sendo o material indicado para guardar o leite materno coletado, seja nos bancos e postos de coleta de leite materno ou em casa, pelas mães que precisam retornar ao trabalho antes que seus bebês completem seis meses de vida.

Extraído do Portal da Municipalidade do Natal.

Anúncios

Natal|RN – Município recebe equipamento para geração de energia renovável

Divulgação SMS

Contemplada com o Edital do Ministério das Minas e Energia, Natal recebeu na quinta-feira (03.08) no almoxarifado de Furnas na Cidade Nova Iguaçu (RJ), um lote com módulos fotovoltaicos, inversores e controladores de carga para geração de energia renovável.

Depois de preencher todos os requisitos exigidos no Edital de Desfazimento de Bens Remanescentes do Programa de Desenvolvimento Energético de Estados e Municípios (PRODEEM), a Secretaria Municipal de Educação de Natal foi classificada em quinto lugar, recebeu um crédito de 23.317 watts de potência, 22 inversores e 46 controladores de carga.

O Município do Natal foi representado pelo Secretário Adjunto de Administração Geral da SME, George Câmara de Souza, o Assessor Técnico da SME, Pedro Barbosa Cascudo Rodrigues, e o Técnico do Departamento de Engenharia e Arquitetura, Carlos Galvão de Moura Filho.

Além da Secretaria Municipal de Educação de Natal, foram contemplados com o edital a WWF Brasil, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Agroenergia), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Secretaria de Estado do Meio Ambiente Governo do Distrito Federal e o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade (IDEAAS).

O módulo contemplado tem capacidade suficiente para gerar 23.327 watts de potência de energia alternativa fotovoltaica. O crédito de energia é renovável e não há nenhum repasse financeiro, no entanto, se reduz consideravelmente os gastos com a conta de energia.

O Departamento de Engenharia e Arquitetura da SME está elaborando o projeto piloto para instalar o equipamento em quatro escolas, sendo uma em cada região administrativa da cidade, e no Centro Municipal de Referência em Educação (Cemure).  A expectativa é de que ocorra uma redução em mais de 15% os custos com a conta de energia elétrica na Rede Municipal de Ensino.

Extraído do Portal da Municipalidade do Natal.

Natal|RN – Desafios da Cidade do Natal são discutidos em evento de tecnologia e inovação

Divulgação

Representantes das Secretarias que integram a Prefeitura Municipal do Natal, reunidos na manhã de quarta-feira (03.08) sob a coordenação da Secretária do Planejamento  do Município do Natal, Glenda Dantas, elegeram 14 problemas que eles consideram desafios na gestão da cidade e que demandam soluções na área da inovação tecnológica.

Elencados como “Desafios da Cidade”, as questões apresentadas pelas Secretarias serão discutidas no IEEE Summer School on Smart Cities (S3C-2017), evento que acontece em Natal de 6/08 a 11/08. Promovido pelo Instituto Metrópole Digital (IMD) da UFRN, o encontro objetiva apontar soluções que contribuam na tomada de decisão do gestor público e a melhoria da qualidade dos serviços e da cidade.

O IEEE S3C-2017 acontece pela primeira vez no Brasil e reunirá pesquisadores, professores, estudantes e profissionais da indústria e de órgãos públicos. O evento se realizará nas dependências do próprio IMD, com palestras de grandes nomes da área e a formação de Grupos de Trabalhos que terão como objeto de estudo os problemas-desafios apresentados pela Prefeitura.

Natal vem criando um ambiente propício ao estudo e a pesquisa na área de inovação tecnológica. A cidade já integra a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas e a Rede de Human Smart Cities (esta coordenada pelo Professor Doutor Álvaro de Oliveira que também participou da reunião, além da Prefeitura ter com o IMD um Termo de Cooperação Técnica. Recentemente foi sancionado a Lei de criação de um Parque Tecnológico no entorno do Campus da UFRN.

Para ver a programação e realizar inscrições, acesse http://s3c.imd.ufrn.br/pt-br.

Palestrantes

Aaron Deacon, entre outras atribuições, é Diretor-Gerente da KC Digital Drive, uma startup sem fins lucrativos que apoia projetos em tecnologia focados na prosperidade econômica e melhoria da qualidade de vida de cidadãos em Kansas City (EUA). Possui Mestrado em Ciências Sociais pela University of Chicago e grau de bacharel pela University of Dallas, EUA.

Álvaro de Oliveira é atualmente Professor vinculado à UFRN e Aalto University (Finlândia), é mestre em Engenharia Eletrônica pela Universidade de Lisboa (Portugal), doutor em Telecomunicações pela University College London (Reino Unido) e CEO da Smarter City Services, uma startup recente focada em políticas, tecnologias e metodologias para a implementação de soluções para cidades inteligentes e humanas.

Amro M. Farid é Doutor pelo Instituto de Manufatura do Departamento de Engenharia da University of Cambridge (Reino Unido) e professor associado de Engenharia na Thayer School of Engineering at Dartmouth (EUA), tendo experiência na aplicação de tecnologias de controle, automação e informação a sistemas inteligentes de energia.

Derrick de Kerckhove tem vinculação à University of Toronto (Canadá), Università degli studi di Napoli Federico II (Itália) e Universitat Oberta de Catalunya (Espanha). Autor de mais de uma dezena de livros, ele é Diretor de Pesquisa no Interdisciplinary Internet Institute (IN3) na Universitat Oberta de Catalunya em Barcelona (Espanha). Suas áreas de pesquisa incluem tecnopsicologia, psicotecnologia, pesquisa neurocultural, tecnologias em arte e comunicação, teoria da mídia, software colaborativo educativo e inteligência conectada.

Gilles Betis foi coordenador e um dos fundadores da IEEE Smart Cities Initiative, sendo agora CEO da OrbiCité, uma empresa francesa de suporte a autoridades locais, empresas, startup, associações e fundações no desenvolvimento de cidades inteligentes. Durante mais de 20 anos, ele esteve na empresa francesa Thales, no projeto de sistemas complexos nas áreas de defesa aérea militar e em sistemas de transporte. Tem ampla experiência industrial em bilhetagem eletrônica, rodovias, informações de passageiros, comunicação e supervisão integrada, sempre num ambiente internacional e multi-industrial.

Joel Rodrigues é Professor e Pesquisador Sênior do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), Brasil, Pesquisador Sênior no Instituto de Telecomunicações em Portugal e Professor Visitante na Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Brasil. Recebeu o título acadêmico de professor agregado em Engenharia Informática pela UBI (Portugal), habilitação em Ciência da Computação e Engenharia pela Université de Haute-Alsace (França), Doutorado em Engenharia Informática e Mestrado pela UBI, e bacharelado em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra, Portugal. Seus principais interesses de pesquisa incluem e-health, redes de sensores e Internet das Coisas, comunicações veiculares e computação ubíqua e móvel.

José Roberto de Marca é membro titular do Conselho Nacional de Ciência, Tecnologia (CCT) e membro do Conselho Consultivo do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.Graduado em Engenharia Elétrica com menção em Telecomunicações pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Brasil), obteve os graus de Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica na University of Southern California (EUA). Em 2014 ele ocupou o cargo de presidente e CEO da IEEE, a maior organização científico-profissional do mundo, e recebeu da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro) o prêmio de Personalidade do Ano no setor de Telecomunicações. Foi presidente mundial da IEEE Communications Society (2000-2001) e presidente fundador da Sociedade Brasileira de Telecomunicações.

Kiev Gama é Doutor em Ciência da Computação pela Université Joseph-Fourier/Grenoble-I (França), Professor Adjunto no Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (Brasil) e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Engenharia de Software (INES). Com background acadêmico em Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos, suas pesquisas atualmente aplicam tais temas no contexto de Internet das Coisas (IoT) e cidades inteligentes.

Nelson Fonseca é Doutor em Engenharia da Computação pela University of Southern California (EUA), Professor Titular no Instituto de Computação da Universidade de Campinas (SP) e Diretor de Desenvolvimento de Conferências da IEEE Communications Society (ComSoc). Já publicou mais de 350 artigos e orientou mais de 60 alunos de pós-graduação em áreas como controle de tráfego, redes sem fio e óticas, P2P, grades computacionais e computação em nuvem. Recebeu o prêmio IEEE Communications Society Joseph LoCicero Award for Exemplary Service to Publications em 2012, a Medal of the Chancelor da Università di Pisa, Itália, em 2007, e o prêmio Elsevier Computer Network Journal Editor of Year em 2001.

Rosaldo Rossetti é Mestre e Doutor em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Pesquisador Sênior e membro do Laboratório de Inteligência Artificial e Ciência de Computadores e Professor Adjunto do Departamento de Engenharia Informática na Universidade do Porto, Portugal. Conduziu o projeto de sua tese de Doutorado como pesquisador no Network Modelling Group no Institute for Transport Studies da Leeds University, Reino Unido. Seus principais interesses de pesquisa incluem modelagem comportamental, simulação social e análise e aprendizado de máquina em dados espaço-temporais.

Extraído do Portal da Municipalidade do Natal.

Itaú|RN – Padarias se comprometem a reduzir riscos de poluição

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) firmou Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) com quatro panificadoras do Município de Itaú para regularizar a atividade e minimizar os riscos de poluição atmosférica.

De acordo com a legislação ambiental, todas as atividades potencialmente poluidoras precisam apresentar licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, caso contrário podem se enquadrar em penalidades que podem chegar a seis meses de detenção.

Ao reconhecer o potencial poluidor de suas atividades, os proprietários das panificadoras assumem a obrigação de apresentar, no prazo de um ano, alvará de localização e funcionamento, expedido pela Secretaria Municipal de Tributação; alvará expedido pela Vigilância Sanitária; alvará (habite-se) expedido pelo Corpo de Bombeiros, após aprovação do projeto arquitetônico e de combate a incêndio.

Os estabelecimentos devem providenciar a Licença de Operação Ambiental expedida pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA), atestando que a panificadora está em conformidade com a legislação ambiental. Se ao final do prazo essa licença não for apresentada, as panificadoras podem

ser interditadas.Além da interdição, os estabelecimentos que não cumprirem as medidas acordadas nos TACs estão sujeitos ao pagamento de multa de R$ 1 mil por dia de atraso.

Confira aqui os Termos de Ajustamento de Conduta.

Extraído do Portal do MP RN.